domingo, 11 de abril de 2010

Amizade, amor

Já contei a história dessa amizade pra algumas pessoas, algumas disseram que daria um livro, mas não é exatamente da história que quero falar e sim das entrelinhas. Dizem que num bom livro os maiores segredos estão nelas...

Você já leu revista de filosofia em pé na calçada na hora do almoço? Eu e ele já!

Ficou sentado em um canteiro na esquina da rua ao lado de um mendigo falando sobre assuntos completamente aleatórios só pra não ir embora? Eu e ele já!

Já ligou uma noite pra alguém confuso por não saber se deveria seguir mais o caminho material ou o espiritual? É, nós já.

Passou 5 horas conversando sem tirar os olhos quase em tempo integral do outro, rindo, chorando, lamentando em um bar barulhento? Já, já!

Você já pensou em planos com alguém simplesmente pra melhorar o mundo? Ai, ai...

Passou, sei lá, mais de 1 ano almoçando com uma pessoa todos os dias, sendo que se o almoço não fosse com ela, parece que não tinha engolido nem um caroço de feijão?

Em quase 4 anos de amizade, milhões de entrelinhas existem. Algumas perfeitamente entendíveis e outras escritas com um lápis fora da validade.

Nós agora não editamos mais o mesmo livro. Editamos o nosso livro individual, nossa autobiografia. Não sei como acabou o livro, nem conseguimos publicá-lo, algo aconteceu, dizem que foi o MEDO do sucesso...

Só sei que agora escrevo muito ainda, sobre outras amizades, mas bem menos do que se fosse com o meu melhor amigo ever. E sabe de uma coisa? Eu preferiria trabalhar o dobro, o triplo, só pra escrever o último capítulo.

2 comentários:

  1. Último capítulo não existe. Só penúltimos... espero que o escrevam se for pra ser feliz.

    ResponderExcluir
  2. Nossa me vi neste teu post, principalmente sobre como as entrelinhas são importantes....Tbm tenho um grande amigo com o qual andava na chuva, passava o domingo inteiro junto, terminava meu sorvete e ficava pedindo o dele :) coisas boas que ficam na lembrança e nos fazem pensar o quanto que valeu a pena tudo.
    Por algum motivo, e eu não sei qual foi, paramos de escrever juntos eu até q tento continuar a historia, mas acho que ele esta em outro tempo que não é mais o meu. Esta semana fiquei muito triste por saber que ele não quis atender a um telefonema meu... simplesmente não atendeu, e eu fiquei pensando o porque, se é só com ele que eu já vivi tantas coisas...
    é a vida e eu como espectadora só faço assistir a tudo...

    beijos...

    ps: adorei o caminho dela :)

    ResponderExcluir