sábado, 10 de abril de 2010

Riscos

Eu estava cansada daquela vida, anos daquele jeito. Acordava, trabalhava, estressava, pegava trânsito, chegava em casa, assistia TV, dormia, acordava, trabalhava, estressava etc. Lembro que escrevi em uma agenda: Quero correr riscos! E queria mesmo, e isso se refletia nas viagens que sempre fiz, ir para o desconhecido...

Até que um belo dia resolvi mudar, não em um belo dia, foi todo um processo...Alguns bons estímulos mentais que tive em 2009.

Resolvi largar aquela vida, pensei só o seguinte: A hora é agora e não existe hora melhor.

Tomei aquele fôlego e resolvi abrir uma empresa. E como todas as escolhas da vida que possuem vantagens e desvantagens.

Vou começar com uma desvantagem. Cara, eu definitivamente sinto falta de gente, de conversar, de trocar ideia, de ir no café e bater um papo, de virar pra trás e sacanear alguém ou ser sacaneada. Essa semana, por exemplo, só conversei com 3 pessoas fisicamente, o resto tudo online ou telefone. E essa falta foi uma coisa que eu realmente não previa...

As vantagens são muitas. Faço meu horário. Liberdade de não trabalhar a tarde pra ir no cinema e compensar de noite. Eu não sinto que eu trabalho. Parece que é tudo a mesma coisa, diversão, descanso e trabalho...

Posso mudar minha rotina...hoje mesmo, resolvi que queria mudar tudo de lugar no quarto e mudei. Como diz Carpinejar: Faxina é quando a gente se muda para a mesma casa.

Os riscos que assumi mudaram completamente minha vida. Foi a terceira maior mudança da minha vida, mas essa está sendo punk...


Nenhum comentário:

Postar um comentário